16/08/10

TIREÓIDE – O HIPERTIREOIDISMO AUMENTA EM 44% O RISCO DE DERRAME EM ADULTOS JOVENS (TIREÓIDE, HIPERTIREOIDISMO, HIPOTIREOIDISMO, EUTIREOIDISMO (FUNCIONAMENTO NORMAL DA TIREÓIDE), TIREOIDITE DE HASHIMOTO, DOENÇA  GRAVES), CAQUEXIA (MAGREZA EXAGERADA) EMAGRECER PESO, SOBREPESO, OBESIDADE CONTROLADA, DESCONTROLADA, OBESIDADE INTRA ABDOMINAL, VISCERAL, CENTRAL, COMA, E DOENÇAS CARDIOVASCULARES


O hipertireoidismo aumenta em até 44% em adultos jovens o desenvolvimento de um derrame isquêmico (por falta de sangue), num prazo de 5 anos. A linha tênue que separa o hipertireoidismo do hipotireoidismo compromete de forma intensa nosso organismo. Nunca devemos esquecer que a tireóide é o maestro de nosso metabolismo, e que no caso de uma aceleração onde nosso metabolismo ira sair do compasso para mais acelerado como no caso do hipertireoidismo e causar doenças onde a velocidade de nosso metabolismo levara a doenças muito graves. O oposto também é verdadeiro, e fará com que a lentidão de nosso metabolismo, comprometerá a velocidade para menos, comprometendo nosso psiquismo, inteligência, raciocínio podendo chegar ao coma hipotireoidiano que fatalmente nos comprometera. Uma das características do hipertireoidismo é o consumo energético em excesso, deixando nossa Psique, fora de compasso.





No caso do Hipotireoidismo além de todos os fatores descritos nos levará a sobrepeso, peso, obesidade controlada ou descontrolada, intra abdominal, visceral e central, que com o tempo também irá comprometer nosso sistema cardiovascular. Embora os pesquisadores não ficassem surpresos com o hipertireoidismo aumentar em adultos jovens um derrame isquêmico (por falta de sangue), num prazo de 5 anos, não se esperava o percentual tão alto de 44%. Com estes achados, ficou claro que os médicos deveriam fazer uma melhor avaliação da alimentação e do estilo de vida, como uma possível causa do derrame isquêmico em adultos jovens.

DR João Santos Caio Jr
Endocrinologista
CRM:20611

Dra.Henriqueta V.Caio
Endocrinologista
CRM:28930
Referência Bibliográfica:

News Author: Pauline Anderson

CME Author: Désirée Lie, MD, MSEd

CME Released: 04/07/2010; Valid for credit through 04/07/2011

Author Jau-Jiuan Sheu, MD, MPH, associate professor of neurology at the School of Medicine, Taipai Medical University, Taiwan

09/08/10

Atendendo pedidos a nossa Matéria que saiu noBlog TPM !!!

ASPECTOS RELACIONADOS À TENSÃO PRÉ MENSTRUAL (CICLO DA TPM), REMONTA DEZENAS DE ANOS , MESMO SÉCULOS E ATÉ RECENTEMENTE NÃO POSSUIA O DEVIDO FOCO QUE DEVERIA TER,POIS ESTA SINDROME(CONJUNTO DE SINAIS E SINTOMAS),ALÉM DO DESCONFORTO PARA A MULHER,PODE CAUSAR GRAVES SINTOMAS DE ORDEM PSIQUICA;ENDOCRINOLOGIA,NEUROENDOCRINOLOGIA,CICLO DA TPM,SOBREPESO,SINDROME DE OVARIO POLICISTICO,OBESIDADE,SOBREPESO,OBESIDADE ABDOMINAL,INTRA VISCERAL,CENTRAL.

O CICLO DA TPM, remonta muito tempo,e não há necessidade de enfatizar este tempo, visto que a TPM, está se agravando a cada década que passa e , é facilmente identificável para as mulheres que sofrem deste mal. Entretanto existe alguns fatos descritos pela literatura, que esclarecem detalhes que eventualmente não são de conhecimento de todas as mulheres , bem como dos profissionais relacionados.Em primeiro lugar gostaria de deixar claro que cada ser humano tem todo o direito de escolher sua prole(numero de filhos),nem tão pouco que seja entendido como uma apologia a grandes proles. A menarca (1ª menstruação) no inicio do século 20, ocorria segundo alguns autores por volta dos 15 anos de idade; no inicio dos anos 50 do século 20 o tempo se reduziu para aproximadamente 12 a 13 anos; no inicio do século 21 tem se registrado nos trabalhos científicos, aproximadamente nove anos de idade. O curioso que em meados do século 18,19 e inicio do século 20, independente de grandes proles (numero de filhos), e aqui vai uma observação: não se tratava apenas de pessoas incultas ou pobres, com uma agravante, na época se constituía família muito sedo, considerando a média de vida baixa em relação à atual, existem relatos de esposos que pouco viram suas mulheres não grávidas. Com a introdução da mulher no mercado de trabalho em mesma condição que homens, o projeto familiar sofreu uma reviravolta no sentido de seu retardamento, além da diminuição do numero de filhos, e provavelmente esta correlacionado ao aumento da TPM ,stress, mais freqüência nas disfunções ovarianas com aumento das menstruações e com síndrome de ovários policísticos.


O termo TPM (TENSÃO PRÉ MENSTRUAL, PELO PESQUIADOR (FRANK,1931),mas foi usado com mais ênfase a partir das descrições feitas por Henry Maudsley na metade do século passado através de suas publicações a respeito; o curioso e importante e que este autor correlacionou a fase cíclica que ficou conhecido como CICLO DA TPM (ciclo pré menstrual), e CICLO DA ATIVIDADE OVÁRIANA. Mais tarde outros pesquisadores conseguiram dar a diagnosis(diagnóstico) e o tratamento.Estes fatos são muito importantes por seu interesse pratico.
Dr João Santos Caio Jr
Endocrinologista

Dra Henriqueta V.Caio
Endocrinologista

Referencias bibliográficas;

A Modern Approach to the perimenopausal Years

Robert B. Greenblatt, M.D.

Renate Heichecker

Walter de Gruyter

BERLIN – NEW YORK

Theodore B. Schartz,M.D.,

Chief,Medical Service, V.A. Medical Center, Prof. of Medicine University of Washington

Will G.Rayan,M.D Section of Endocrinology and Metabolism

06/05/10




ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: TABAGISMO MATERNO PRÉ-NATAL AUMENTA A GORDURA INTRA-ABDOMINAL (SOBREPESO, OBESIDADE, OBESIDADE VISCERAL, OBESIDADE ABDOMINAL, INTRA-ABDOMINAL, CENTRAL) DURANTE O GANHO DE PESO DO FILHO NA ADOLESCÊNCIA



Nos países industrializados, o tabagismo materno pré-natal é a mais comum agressão ambiental ao feto.

Testamos a hipótese para verificar se o tabagismo materno pré-natal aumenta a gordura intra-abdominal (sobrepeso, obesidade, obesidade visceral, abdominal, intra-abdominal, central) durante o aumento de peso acelerado que ocorre no final da puberdade do filho. Esta hipótese foi testada em 508 adolescentes, com idades variando de 12 a 18 anos, sendo que 237 foram expostos ao tabagismo materno pré-natal. A gordura subcutânea e intra-abdominal (sobrepeso, obesidade, obesidade visceral, abdominal, intra-abdominal, central) dos adolescentes foi avaliada por ressonância nuclear magnética. Descobrimos que, na puberdade precoce, os indivíduos expostos ao tabagismo materno pré-natal, os depósitos de gordura avaliados na ressonância nuclear magnética, não diferiam dos indivíduos com puberdade precoce e que não foram expostos ao tabagismo materno pré-natal. Na puberdade tardia, por outro lado, os indivíduos expostos ao tabagismo materno pré-natal apresentaram um aumento significativo tanto da gordura subcutânea (26% a mais) quanto da gordura abdominal (33% a mais). Esta diferença permaneceu praticamente inalterada levando-se em conta sexo, peso ao nascer e amamentação.

Estes resultados, sugerem que o tabagismo materno pré-natal, representam um importante fator de risco para o desenvolvimento da gordura intra-abdominal (sobrepeso, obesidade, obesidade visceral, abdominal, intra-abdominal, central) em fases posteriores à puberdade.

DR.João Santos Caio Jr
CRM:20611Endocrinologista

Dra.Henriqueta V.Caio
CRM:28930
Endocrinologista



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
Obesidade (2010) 18 5, de 1021-1025. doi: 10.1038/oby.2009.354
Catriona Syme, Abrahamowicz Michal, Amel Mahboubi,

T. Gabriel Leonard , Michel Perron, Louis Richer,

Suzanne Veillette, Daniel Gaudet, Tomas Paus, e

Zdenka Pausova.



1. Brain e Centro do corpo, da Universidade de Nottingham,

Nottingham, Reino Unido

2. Division de Epidemiologia Clínica, McGill

University, Montreal, Quebec, Canadá

3. ECOBES Groupe, Jonquière, Québec, Canadá

4. Department de Educação e Ciências da Psicologia,

Université du Québec à Chicoutimi, Chicoutimi, Québec,

Canadá

5. Centro 5Community Genomic, Université de Montréal,

Chicoutimi Hospital, Chicoutimi, Quebec, Canadá

6. Instituto Neurológico 6Montreal, McGill

University, Montreal, Quebec, Canadá

7. Research Centro CHUM, Montréal, Québec, Canadá

Correspondência: Zdenka Pausova

(Zdenka.pausova @ nottingham.ac.uk)
Recebido 19 de março de 2009; Aceito 02 de setembro de 2009;









30/04/10

ENDOCRINOLOGIA-NEUROENDOCRINOLOGIA-OBESIDADE CONTROLADA; TIPOS DE TECIDOS ADIPOSOS EM HUMANOS E MAMÍFEROS DEPOSITADO NO CORPO, TENDO QUE SER DIFERENCIADO CADA DEVIDO SUA FUNÇÕES ESPECIFICAS E NEM TODOS LEVADO AO PESO, SOBREPESO, OBESIDADE VISCERAL, ABDOMINAL, CENTRAL, GORDURA INTRA ABDOMINAL

Humanos e outros mamíferos têm o tecido adiposo três principais


depósitos: tecido adiposo branco visceral, subcutânea branco

tecido adiposo e tecido adiposo marrom,em humanos em pouca quantidade,mas altamente energéticos,fazendo com que mesmo pouco,faça perder gordura(tecido adiposo branco comum), sendo que cada

possui propriedades únicas células autônomas. Em contraste

de tecido adiposo visceral, que pode induzir prejudicial

efeitos metabólicos,Bloqueios ou dificuldades respiratórias e outras disfunções metabólicas e cardiovasculares graves, o tecido adiposo branco subcutâneo e

tecido adiposo marrom têm o potencial de benefício

metabolismo, melhorando a homeostase(normalidade orgânica) da glicose e

consumo de energia crescente. Além disso, o tecido adiposo

tecido contém células-tronco derivadas de tecido adiposo, que possuem

a capacidade de se diferenciar em várias linhagens,(diversos tipos de tecido adiposo úteis) a

propriedade que pode ser de valor para a reparação ou

substituição de vários tipos de células danificadas.

Dr.João Santos Caio Jr
Endocrinologista
CRM:20611
 
Dra.Henriqueta V.Caio
Endocrinologista
CRM:28930

23/04/10

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: A IMPORTÂNCIA DO CONTROLE DA INGESTÃO DE ALIMENTOS EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES PARA EVITAR O SOBREPESO (OBESIDADE, OBESIDADE COM GORDURA INTRA-ABDOMINAL, OBESIDADE VISCERAL, OBESIDADE CENTRAL, GORDURA SUBCUTÂNEA E ATÉ A POUCA QUANTIDADE DE GORDURA MARROM QUE POSSUÍMOS QUE NÃO ENGORDA , É MUITO ENERGÉTICA, FAZ PERDER PESO, POR SER MAIS EFICIENTE NA TRANSFORMAÇÃO ENERGÉTICA QUE A GORDURA BRANCA, ENTRE OUTRAS)


O consumo alimentar durante a infância é um fator determinante do crescimento e desenvolvimento e tem um papel importante tanto na prevenção quanto no tratamento do sobrepeso (obesidade, obesidade com gordura intra-abdominal, obesidade visceral, obesidade central, gordura subcutânea e até a pouca quantidade de gordura marrom que possuímos que não engorda , é muito energética, faz perder peso, por ser mais eficiente na transformação energética que a gordura branca, entre outras) infantil. Embora o controle da ingestão alimentar seja repleto de desafios e limitações, a investigação do consumo é importante para seguir uma orientação dietética, visando um peso e um desenvolvimento saudáveis.

A finalidade deste trabalho é rever as metodologias atuais de avaliação da ingestão alimentar das crianças, para identificar as tendências e fornecer orientações sobre como estas podem ser resolvidas para melhorar o consumo alimentar das crianças com excesso de peso e identificar as futuras prioridades de estudo.

Isto ajudará na avaliação da eficácia das orientações nutricionais, para a prevenção e tratamento da obesidade nas crianças e adolescentes.



DR:João Santos Caio Jr
Endocrinologista
CRM:20611

Dra:Henriqueta.V.Caio
Endocrinologista
CRM:28930
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

International Journal of Obesity publicação em linha avançada 24 de novembro de 2009, doi: 10.1038/ijo.2009.241

C E Collins, Jane Watson T e Burrows

Faculdade de Ciências da Saúde, Faculdade de Saúde, da Universidade de Newcastle, Newcastle, New South Wales, Austrália

Publicado online em 24 de novembro de 2009.

13/04/10

ENDOCRINOLOGIA-NEUROENCOCRINOLOGIA-OBESIDADE CONTROLADA; toda e qualquer disfunção orgânica, ou doença especifica aparentemente ou qualquer descontrole de nossa saúde, tenha apenas uma certeza absoluta; quanto mais rápido você controlar, mais rápido eliminar seus sintomas menos problemas você terá. Isto porque não exis...te moléstia ou sintomas isolados a médio e longo prazo nosso organismo funciona harmônicamente, não funciona de forma compartimentada como por ex: em um navio que para cada setor possue uma porta que pode ser lacrada, por tanto não se iluda,tudo acabará em efeito cascata (ou dominó) que cobrará muito mais de sua qualidade de vida...


06/04/10

S.O.S


 
A todos os nossos amigos do Rio de Janeiro nossa solidariedade para esse momento tão complicado...
Infelizmente vez vitimas e vitimas fatais
Espero que ao longo dessa semana a chuva diminua!!!
Um abraço a todos é o que desejamos a Vanderhaagen Brasil